teatro meia volta e depois à esquerda quando eu disser

2019

“Silent Disco” é um espetáculo imersivo que acontece em discotecas, explorando o potencial da tecnologia das chamadas festas silent disco.

O público forma uma comunidade temporária, guiada através de auscultadores pelo espaço vazio da discoteca. Este espetáculo procura especular sobre a natureza do clubbing como um ato de resistência, capaz de reconfigurar formas de reflexividade, afetividade e corporalidade. As Identidades espetaculares, as sexualidades múltiplas, os consumos hedonistas e fisicalidade crua poderão constituir-se como práticas políticas de resistência?

silent disco